Category REALIDADE VIRTUAL

Tecnologias emergentes como a inteligência artificial (IA) e a realidade virtual (RV) estão prontas para levar a educação ao próximo nível. Desde tutores virtuais inteligentes a excursões digitais imersivas, ambas têm um enorme potencial para ajudar os alunos a aprender melhor. No entanto, as escolas, empresas e governos devem trabalhar em estreita colaboração com as comunidades para garantir que estas poderosas ferramentas de aprendizagem sejam utilizadas de forma justa, segura e responsável.

Indice: O futuro promissor da educação potenciada pela IA e RV

O futuro promissor da educação potenciada pela IA e RV -- A IA permitirá lições personalizadas para cada aluno
O futuro promissor da educação potenciada pela IA e RV — A IA permitirá lições personalizadas para cada aluno

A IA permitirá lições personalizadas para cada aluno

A IA promete melhorar significativamente a educação pela capacidade de compreender os pontos fortes e fracos de cada aluno. Pode, assim, criar lições adaptadas às suas necessidades exatas para ajudá-los a progredir.

Aqui estão algumas vantagens importantes que as ferramentas de aprendizagem potenciadas por IA podem oferecer aos alunos:

Avaliação contínua e instruções adaptativas

“A IA é como ter um tutor que conhece as minhas capacidades melhor do que eu e me ajuda a melhorar todos os dias”.

Sistemas de tutoria por IA controlam o desempenho em problemas práticos ou testes para diagnosticar lacunas. Um aluno com dificuldades nos conceitos de álgebra receberá mais apoio antes de avançar para matemática avançada. Outro que domina facilmente as lições de gramática será incentivado a ler com compreensão em vez de perder tempo.

Os tutores também “aprendem”. Se um aluno comete consistentemente os mesmos erros, o tutor ajusta automaticamente os métodos de ensino para reforçar onde o ensino tradicional falhou. O percurso de aprendizagem de nenhum dois alunos será igual.

Classificação instantânea e feedback

Professores humanos frequentemente não têm capacidade para classificar todos os testes e trabalhos. Os alunos esperam dias ou até semanas pelas notas e feedback. Por outro lado, tutores de IA podem avaliar trabalhos segundos após envio e destacar áreas a melhorar. Obter informações em tempo real reforça muito melhor as lições do que comentários tardios ou apenas uma nota sem explicação semanas depois.

Para além de testes de escolha múltipla, a IA consegue também classificar redações próximo da qualidade de professores. O software avalia lógica, raciocínio e organização – não apenas mecânica gramatical. A automação de avaliações repetitivas permite aos professores focarem-se em ensino de maior valor.

Recursos multimédia suplementares

Livros escolares frequentemente prendem a aprendizagem num único formato que não é ideal para todos os estilos cognitivos. Alguns alunos absorvem conceitos melhor através de:

  • Modelos visuais
  • Jogos interativos
  • Vídeos explicativos
  • Conteúdos áudio
  • Aplicações do mundo real

A IA com dados pode compilar ou recomendar recursos multimédia de peritos para reforçar o material das aulas. Multimédia contextual ajuda os alunos a compreender profundamente tópicos abstratos usando múltiplos canais de aprendizagem. Melhora onde apenas palestras ou fichas são insuficientes.

O futuro promissor da educação potenciada pela IA e RV -- A RV possibilita lições altamente imersivas e interativas
O futuro promissor da educação potenciada pela IA e RV — A RV possibilita lições altamente imersivas e interativas

A RV possibilita lições altamente imersivas e interativas

A realidade virtual gera ambientes simulados envolventes através de óculos e tecnologia sensorial multifásica. A RV ilude o cérebro levando-o a sentir-se transportado para outro lugar, ao contrário de qualquer outra coisa possível com livros ou ecrãs.

Esta imersão permite incríveis novas formas de aprendizagem exploratória e experiencial em quase todas as disciplinas:

“Excursões virtuais” a qualquer lugar no espaço e no tempo

Ler sobre ecologia de recifes de coral apenas ensina até certo ponto. Mas sentir ondas do oceano enquanto se nada perto de golfinhos e peixes tropicais? Essa experiência emocional fica para sempre com os alunos.

Excursões virtuais derrubam barreiras geográficas enquanto se mantêm seguras face à COVID. Escolas podem facilmente disponibilizar visitas a Marte, estações de investigação na Antártica ou museus Smithsonian para todos os alunos independentemente de orçamentos. Visitar simulações realistas de locais inacessíveis dá vida de forma vibrante a conceitos áridos de livros de texto.

Até o passado se torna acessível através de RV. Eventos históricos como protestos ou eleições podem ser analisados em primeira mão ao retroceder no tempo como observador avatar.

Treino de competências profissionais realísticas

Aprendemos melhor fazendo. Porém, a prática do mundo real com maquinaria complexa, pacientes ou plantas de arquitetura tem barreiras proibitivas de custo ou segurança.

A RV supera maravilhosamente esta lacuna – estudantes de medicina, design, engenharia obtêm ambientes de baixo risco mas extremamente realistas para adquirirem competências profissionais. Por exemplo:

  • Estudantes de medicina realizam cirurgias simuladas obtendo mentoria em tempo real antes de tratar pacientes reais.
  • Gestores de construção operam gruas, buldozers e outros equipamentos pesados virtualmente sem risco.
  • Engenheiros de software visualizam código em espaços de trabalho 3D interativos melhorando velocidade e qualidade.

Simulações experienciais preparam graduados prontos para o mercado de trabalho minimizando problemas na fase inicial de carreira. Reduzindo significativamente a íngreme curva de aprendizagem de funções técnicas complexas.

O futuro promissor da educação potenciada pela IA e RV -- Considerações críticas sobre equidade, transparência e bem-estar dos alunos
O futuro promissor da educação potenciada pela IA e RV — Considerações críticas sobre equidade, transparência e bem-estar dos alunos

Considerações críticas sobre equidade, transparência e bem-estar dos alunos

Mesmo inovações revolucionárias como eletricidade, automóveis e Internet trouxeram externalidades imprevistas. Os líderes de hoje têm o dever de investigar proativamente as desvantagens de forma a minimizar danos. Especialmente quando tecnologias emergentes afetam o crescimento das crianças.

Seguem-se áreas cruciais que tecnólogos, legisladores e escolas devem explorar abertamente com os pais desde o início:

Prevenir viés algorítmico e promover equidade

Tal como qualquer tecnologia, a IA traz o risco de perpetuar e amplificar enviesamentos sociais existentes. Por exemplo:

  • Algoritmos de tutoria treinados apenas com alunos talentosos de escolas de elite podem assumir injustamente que jovens desfavorecidos têm menos potencial.
  • Motores de classificação de redações poderiam pontuar falantes nativos de inglês mais alto simplesmente devido a desequilíbrios nos dados versus capacidade real de escrita

Tais avaliações enviesadas poderiam tornar-se barreiras digitais a oportunidades e inclusão.

Para promover equidade, empresas que implementam IA devem:

  • Auditar exaustivamente algoritmos em vários subgrupos de alunos para detetar resultados díspares antes do lançamento do produto
  • Monitorizar continuamente o desempenho à medida que a utilização real se expande para identificar problemas
  • Melhorar a transparência do modelo para que as razões por trás das pontuações se tornem explicáveis
  • Expandir a diversidade dos dados de treino através de técnicas como aumentação de dados para melhor representar minorias

Administradores escolares também têm um papel fundamental na validação da eficácia em diferentes matrículas mesmo após implementação.

Uma vigilância colaborativa contínua, não apenas verificações pontuais, será fundamental para prevenir injustiça enraizada à medida que a IA se integra mais profundamente.

Maximizar a privacidade dos alunos ao possibilitar personalização

Para personalizar a aprendizagem, plataformas de IA exigem extensos perfis de dados dos alunos:

  • Níveis de conhecimento e competências
  • Padrões de envolvimento
  • Motivadores
  • Ritmo de aprendizagem
  • Respostas emocionais

Estes dados dos alunos têm imenso valor potencial para a sociedade mas também riscos de exploração se não forem geridos adequadamente. Por exemplo:

  • Anunciantes poderiam alavancá-los para marketing juvenil manipulador
  • Terceiros não têm incentivo para não monetizá-los
  • Violações podem expor crianças a roubo de identidade ou assédio

Para granjear confiança como guardiões de dados, fornecedores de tecnologia educacional devem implementar salvaguardas de ponta que excedem os mínimos legais – nomeadamente controlos de acesso restritos, protocolos de encriptação, auditorias externas e políticas transparentes. As escolas também desempenham um papel fulcral na supervisão das informações dos alunos.

Com uma arquitetura de privacidade e governança cuidadosamente desenhada, o aproveitamento responsável dos dados de aprendizagem dos alunos promete mais progresso académico do que perigo.

Estabelecer limites saudáveis de utilização

Embora a RV permita experiências viscerais memoráveis impossíveis de outra forma, a imersão mal gerida acarreta riscos semelhantes aos da aditividade de outros meios digitais:

  • Sessões prolongadas com óculos podem afetar negativamente o desenvolvimento ocular e postural das crianças
  • Conteúdos altamente estimulantes arriscam superexcitar cérebros em desenvolvimento sem autorregulação
  • Priorizar mundos RV pode deslocar vitais ligações sociais presenciais

Para promover hábitos de utilização saudáveis, líderes educacionais devem:

  • Instituir limites de tempo diários razoáveis máximos em atividades RV
  • Encaixar níveis de maturidade das simulações a idades apropriadas
  • Treinar professores para vigilância atenta a sinais de aviso de aditividade

Com disciplina ponderada e orientação adulta, os alunos podem beneficiar em segurança das vantagens da aprendizagem por RV evitando uso problemático ou isolamento.

O futuro promissor da educação potenciada pela IA e RV -- Passos fundamentais que as escolas podem adotar ao avaliar soluções de IA e RV
O futuro promissor da educação potenciada pela IA e RV — Passos fundamentais que as escolas podem adotar ao avaliar soluções de IA e RV

Passos fundamentais que as escolas podem adotar ao avaliar soluções de IA e RV

Educadores desempenham papéis vitais na avaliação local de inovações tendo em conta normas de bem-estar estudantil. Ao analisar potenciais ferramentas de IA ou RV, a liderança escolar deve:

Avaliar rigorosamente o impacto no bem-estar geral

  • Estipular limites de exposição diária a óculos para idades mais jovens
  • Investigar salvaguardas e políticas do fornecedor relativas a riscos de privacidade, enviesamento e conteúdo tóxico
  • Inquirir regularmente os alunos sobre níveis de conforto e ritmo de adoção

👆 Monitorizar de perto que a tecnologia se integre como ferramenta académica capacitadora sem uso excessivo prejudicial ou pressão externa.

Validar a eficácia para as populações de alunos do distrito

  • Testar extensivamente as inovações antes de lançamento abrangente
  • Comparar métricas de eficácia entre subgrupos de alunos para detetar impactos díspares sugerindo potenciais enviesamentos
  • Continuar a monitorizar resultados dos alunos após implementação para identificar problemas

👆 Garantir qualidade, relevância e equidade a níveis das comunidades locais – não apenas testes de laboratório da empresa.

O futuro promissor da educação potenciada pela IA e RV -- Fazer com que professores liderem a governança de supervisãosoluções de IA e RV
O futuro promissor da educação potenciada pela IA e RV — Fazer com que professores liderem a governança de supervisãosoluções de IA e RV

Fazer com que professores liderem a governança de supervisão

  • Criar conselhos administrativos+docentes para estabelecer políticas de integração e resolução de problemas
  • Formar educadores no reconhecimento de sintomas problemáticos carecendo intervenção
  • Capacitar professores para desativarem funcionalidades caso alunos evidenciem sinais de padrões de uso não saudáveis

👆 Aqueles mais próximos dos alunos devem orientar ritmos de adoção e normas de utilização adequadas.

Com previsão colaborativa e responsabilidade, as escolas podem alavancar a IA e RV como trampolins impulsionando os alunos em vez de riscos diminuindo conexões humanas vitais para um desenvolvimento positivo.

para mais articulos interesantes sobre esta tematica podes visitar o blog.